Afinal, o que é icterícia neonatal?

By

Mais de 50% dos bebês saudáveis e absolutamente normais ficam com a pele amarelada nos primeiros dias de vida. Se isso acontecer com seu bebê, não é preciso se apavorar, mas é preciso falar com o pediatra. Entenda nesse post tudo que você precisa saber sobre a icterícia neonatal!

O que causa a icterícia?

Icterícia é uma alteração causada pelo aumento de bilirrubina no sangue, um pigmento

amarelo fabricado naturalmente pelo organismo. Quando as células vermelhas se rompem, em um processo fisiológico, ocorre a liberação dessa substância, que vai direto para o fígado. Em seguida, ela é metabolizada e descartada por meio da urina. Como as funções hepáticas da criança ainda não estão maduras, pode haver uma deficiência nesse mecanismo, a bilirrubina fica, então, concentrada na corrente sanguínea e o tom amarelo toma conta da pele, bem como das conjuntivas (parte branca dos olhos).

Outra coisa que pode ocasionar a icterícia é o leite materno, que afeta de 1% a 2% dos lactentes, neste caso não se sabe ainda o porquê isso ocorre, pode ser devido a alguma substância presente no leite materno, sendo assim é recomendado à suspensão do aleitamento por um ou dois dias ou então o banho de luz.

Riscos do excesso de bilirrubina

Em níveis muito elevados, a bilirrubina é tóxica para o cérebro. Os primeiros sinais clínicos de intoxicação pela bilirrubina incluem sonolência, diminuição do tônus muscular e recusa alimentar. Com o tempo, o bebê passa a ter espasmos, choro inconsolável, vômitos e fica febril.

Como tratar essa doença?

O tratamento é feito com fototerapia, o bebê é colocado sob luzes fluorescentes que ajudam a metabolizar a bilirrubina, para que ela seja excretada pelo fígado. A criança é colocada numa espécie de bercinho de luz, sem roupa, com os olhos cobertos por uma máscara protetora. Quando a icterícia é bem leve, o médico pode indicar apenas um banho de sol de cerca de 15 minutos de manhã e à tarde, antes das 10h e depois das 16h.

 

Efeitos secundários da fototerapia

Os bebês poderão ter fezes frequentes e soltas, podendo por vezes ser esverdeadas. É uma situação normal, visto o organismo libertar a bilirrubina nas fezes. Este efeito secundário desaparece quando o tratamento terminar. Os bebês que foram tratados com fototerapia serão também monitorizados para não ficarem desidratados. Alguns bebés poderão precisar de mais líquidos por via intravenosa.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0