Ansiedade: sintomas físicos e psicológicos

By

A ansiedade é uma reação normal do corpo diante de situações que antecedem ameaças concretas ou denotem perigo. Ela está relacionada a um mecanismo de antecipação dos aborrecimentos futuros, como antes de uma entrevista de emprego, concurso ou viagem, o que não necessariamente figura uma situação de medo. Mas quando essas emoções passam do ponto e afetam até mesmo as atividades rotineiras, desconfortos físicos podem ser gerados, e normalmente se manifestam pela insônia, inquietação e agitação, além de taquicardia incomum. E quando começa a se intensificar, sair de casa torna-se um martírio, pois a preocupação em fazer as atividades se torna maior e a concentração reduz consideravelmente, o que afeta os prazos para a entrega de algum trabalho e gera maus hábitos, como morder o lápis ou roer as unhas, comprometendo a qualidade de vida. 

Sintomas físicos

Os sintomas variam de uma pessoa para outra. Alguns dos mais comuns, como os listados a seguir, costumam ser recorrentes em situações que figuram a ansiedade. São eles: inquietação, fadiga, irritabilidade, dificuldade de concentração, tensão muscular, palpitações, falta de ar, alteração nos hábitos intestinais, náuseas, aperto no peito, dores musculares, aumento da pressão arterial, sudorese excessiva, calafrios, tonturas e borboletas no estômago.

Sintomas psicológicos

Os sintomas psicológicos também variam, mas os mais comuns são: os pensamentos constantes, que impossibilitam o relaxamento e geram a insônia; dificuldade para relaxar; angústia; cansaço mental e preocupação incessante.

Como tratar?

O tratamento para a ansiedade é com o psicólogo ou com o psiquiatra. Este último pode ministrar antidepressivos e/ou ansiolíticos, além de solicitar um acompanhamento com o psicólogo.

 

Leave a Comment

Your email address will not be published.

You may also like