O que caracteriza glaucoma?

By

O glaucoma caracteriza-se pelo aumento da pressão intraocular que pode ocasionar lesão ao olho se não for tratado. A pressão intraocular aumentada pode comprimir os vasos sanguíneos que nutrem as sensíveis estruturas visuais do fundo do olho. Devido à falta de irrigação sanguínea, as células nervosas da retina e o nervo óptico vão morrendo provocando perda progressiva da visão e estreitamento do campo visual. Se o processo não for controlado pode levar à cegueira.

Causas

Entre a córnea e o cristalino existe uma cavidade que é preenchida com um líquido, chamado de humor aquoso. Este líquido é constantemente produzido e drenado, de modo que o volume e pressão se mantêm constantes. Quando o paciente tem glaucoma, o humor aquoso não é drenado suficientemente, fazendo com que a pressão ocular aumente.

Quais os sintomas?

No início, o Glaucoma é uma doença assintomática. A perda visual só ocorre em fases avançadas, comprometendo primeiro a visão periférica. Em seguida, o campo visual, que vai se estreitando progressivamente, até transformar-se em uma visão tubular.

Fazem parte do grupo de risco todas as pessoas com mais de 40 anos, os míopes, diabéticos, e aquelas com histórico familiar da doença. Dependendo da causa que provocou a pressão mais elevada nos olhos, a doença pode ocorrer em qualquer faixa de idade.

Diagnóstico

Como se trata e uma doença silenciosa, somente uma avaliação com o oftalmologista é capaz de identificar o glaucoma em fases iniciais, o que é essencial para evitar lesões irreversíveis do nervo óptico. Normalmente o primeiro exame realizado é a tonometria, usada para medir a pressão intraocular. Este exame deve ser feito rotineiramente em toda consulta com oftalmologista.

Tratamento

O glaucoma não tem cura e as lesões já existente não podem ser revertidas. Portanto, o objetivo do tratamento do glaucoma é reduzir a hipertensão ocular e evitar o aparecimento novas lesões no nervo óptico. O tratamento depende do grau da doença e da saúde do paciente, que pode incluir o uso de colírios, comprimidos ou cirurgia. Inicialmente o médico pode indicar o uso de colírios diariamente para controlar a pressão no olhos e melhorar a qualidade de vida da pessoa.

A cirurgia de glaucoma é indicada para pacientes nos quais o tratamento clínico com colírios não é o suficiente para controlar o aumento da pressão intraocular e reter a evolução do glaucoma, sendo necessário o procedimento cirúrgico.

 

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0