O que é DIU?

By

O Dispositivo Intra-Uterino, conhecido popularmente como DIU, é um método contraceptivo feito de plástico flexível moldado em forma de T que é introduzido no útero para impedir a gravidez. Ele só pode ser colocado e removido pelo ginecologista, e embora possa começar a usar em qualquer momento do ciclo menstrual, deve ser colocado, preferencialmente, nos 12 primeiros dias do ciclo.

Como funciona?

DIU Hormonal

O DIU hormonal libera levonorgestrel, que é uma forma de hormônio progesterona. O DIU hormonal parece ser um pouco mais eficaz na prevenção da gravidez do que o DIU de cobre. Ele previne a gravidez durante 3 a 5 anos, dependendo do dispositivo escolhido. Com DIU hormonal, uma pequena quantidade de progestágeno, um hormônio semelhante à hormonal natural progesterona, é liberada para o revestimento uterino. Este hormônio engrossa o muco cervical e dificulta a entrada de esperma no colo do útero. O DIU hormonal também diminui o crescimento do revestimento uterino, tornando-o inóspito para ovos fertilizados.

DIU de Cobre

O DIU de Cobre libera íons de cobre que imobilizam o esperma e dificultam bastante a sua motilidade em torno do útero, mas não impedem os ovários de liberarem um óvulo por mês. Na rara ocasião em que um espermatozoide consegue ultrapassar essa barreira, o cobre também impede a implantação do ovo fecundado na parede do útero. O DIU de Cobre, depois de colocado no útero, pode permanecer no lugar por até 5 ou 10 anos (dependendo do tipo) ou até você decidir retirá-lo.

Indicações do DIU

O DIU é indicado para qualquer mulher maior de 14 anos e sexualmente ativa, que não tenha fatores de riscos para doenças inflamatórias pélvicas. De uma forma geral, quem opta por DIU são mulheres com filhos que desejam comodidade no método contraceptivo.

Há contraindicações?

O DIU é contraindicado para mulheres menores de 14 anos, com má-formação no útero, com sangramentos anômalos e com infecção pélvica aguda, nesse caso, devem se tratar antes do usar o método.

Como o DIU é colocado?

A colocação do dispositivo é bastante simples e é feita pelo médico em consultório mesmo. Quando necessário, o ginecologista pode aplicar pequenas doses de anestésico no colo do útero, e as mulheres podem sentir uma leve cólica e notar um leve sangramento nos dois primeiros dias após o procedimento. É recomendado que as relações sexuais sejam suspensas nas primeiras 24 horas, assim como a introdução de absorventes internos e outros objetos.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0