Por que mulheres na menopausa tem mais osteoporose que outras?

By

A osteoporose é uma doença que acomete todos os ossos do organismo, causada por um quadro de diminuição progressiva da massa óssea, que causa diminuição da resistência dos ossos, tornando-os suscetíveis a fraturas, ainda que sejam resultantes de impactos e traumas leves.

Qual a relação de menopausa com osteoporose?

A osteoporose é uma doença relacionada ao envelhecimento. Ela pode aparecer em ambos os sexos, mas atinge especialmente as mulheres por causa do período pós-menopausa. Essa condição é causada pela insuficiência do hormônio feminino estrogênio, o que torna os ossos frágeis.

Outros fatores de risco também estão associados à doença, como: histórico familiar de osteoporose, pele branca, vida sedentária, baixa ingestão de cálcio e vitamina D, entre outros. É indispensável saber quais fatores provocaram a condição para, então, indicar o tratamento adequado.

Quando a osteoporose atinge seu auge?

perda de massa óssea é mais acentuada a partir dos três anos após a menopausa. Após a perda acelerada inicial, ela diminui de maneira lenta e gradual até os valores verificados antes da menopausa.

Sintomas

Normalmente é expressa quando está numa fase mais avançada através da fratura espontânea de um osso que não suporta mais nenhum trauma ou esforço por menor que sejam. Outros sintomas que também podem ser destacados são:

Dor ou sensibilidade no local onde ocorreu o desgaste óssea, maior incidência de quedas, desenvolvimento de outras doenças, como a pneumonia. Fraturas dos ossos da coluna vertebral levam a dor no pescoço ou na região lombar e redução da estatura, em virtude de uma postura encurvada ou cifótica.

Como diagnosticar esse mal?

O diagnóstico pode ser feito por meio do exame de Densitometria Óssea. O procedimento é simples, rápido e não invasivo. O equipamento empregado atualmente é à base de raio X de dupla energia. Deitada em uma maca, a paciente se submete a passagem de um feixe duplo de irradiação na altura da coluna vertebral e do quadril. A análise feita por computador permite aferir com precisão confiável o grau de densidade da massa óssea da paciente.

Existe cura? Como é feito o tratamento?

Não há cura para a osteoporose, mas há tratamento. Os atuais tratamentos não revertem a perda óssea completamente. Como a doença é diagnosticada com frequência, somente após o seu diagnóstico, considera-se que uma das melhores estratégias seja medidas preventivas que retardem ou evitem o desenvolvimento da doença. Durante a vida é preciso melhorar o pico de massa óssea, reduzindo as perdas e evitando as quedas, de modo a prevenir uma osteoporose futura.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0