Será que estou desidratado?

By

A água sai constantemente do nosso corpo, principalmente através do suor, urina e fezes. Por isso, uma quantidade adequada de água deve ser consumida para compensar esta perda.

A desidratação ocorre quando mais água está saindo do corpo do que entrando. Pode ser causada por uma falta de ingestão de líquidos ou perda excessiva de líquidos, que pode interferir nas funções normais do dia a dia, como fazer suas necessidades e transpirar.

Dentre as causas, podemos citar as principais:

Diarreia

A diarreia é a causa mais comum de mortes relacionadas a desidratação. O intestino grosso absorve a água dos alimentos digeridos e a diarreia impede esta função, causando a desidratação.

Insolação

A insolação mais comum é resultado da exposição direta e prolongada ao sol. Ela causa um distúrbio no mecanismo de controle da temperatura do corpo e pode provocar febre alta, pele seca e avermelhada, pulsação acelerada, falta de ar, enjoo, vômitos, tonturas e até desmaios.

Transpiração

A transpiração Excessiva devido ao exercício vigoroso, aos esportes, à febre ou ao trabalho manual pesado, especialmente em climas quentes, pode igualmente causar a perda fluida e a desidratação excessivas.

Sintomas

Sede

A sede é um desejo por fluido que serve como um lembrete automático para beber água. É frequentemente o primeiro indicador de que o corpo precisa de mais água.

Urina alterada

A urina é composta principalmente por água, ou seja: quanto menos líquido, menos quantidade, e consequentemente a cor da urina fica alterada e mais forte que o normal, por causa da maior concentração de outras substâncias.

Pele seca 

Com menos água no organismo, a pele fica seca e repuxada. Os lábios, por sua vez, ficam ressecados.

Em casos de desidratação severa

Nos casos mais graves de desidratação, há também febre, ausência de urina, taquicardia, pulso fraco, ofuscação da visão, lentidão na compreensão e até mesmo o coma e a morte.

Como diagnosticar e tratar a desidratação?

Além da confirmação da perda elevada de líquidos, o médico pode observar certos sinais que são indicadores de desidratação, como secura da boca e das mucosas, perda da turgência da pele, secura nos olhos, aumento da temperatura corporal e perda de elasticidade da pele. Em situações especiais, quando já há desidratação acentuada ou a possibilidade dela, a água ou as soluções aquosas salinas e/ou energéticas podem ser repostas diretamente pela veia.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0