Você sabe como funciona a tireoide?

By

Com forma bem parecida com a de uma borboleta, a glândula tireoide é localizada na parte anterior do pescoço, logo abaixo do Pomo de Adão. Reguladora da função de importantes órgãos, ela produz os hormônios T3 (triiodotironina) e o T4 (tiroxina).

Como ela age?

Ela age na função de órgãos importantes como o coração, cérebro, fígado e rins. Interfere, também, no crescimento e desenvolvimento das crianças e adolescentes; na regulação dos ciclos menstruais; na fertilidade; no peso; na memória; na concentração; no humor; e no controle emocional. É fundamental estar em perfeito estado de funcionamento para garantir o equilíbrio e a harmonia do organismo.

O que acontece quando a tireoide não funciona corretamente?

Hipertireoidismo

O hipertireoidismo, também chamado de “hipertiroidismo” é uma condição que ocorre quando há produção excessiva de hormônios da tireoide pela glândula tireoide. Isto acomete diversas funções do organismo, pois a glândula trabalha em excesso.

Sintomas

Sensação de calor, aumento da transpiração, fraqueza muscular, mãos trêmulas, batimentos cardíacos acelerados, cansaço, perda de peso, diarreia ou evacuações frequentes, irritabilidade e ansiedade, problemas dos olhos, tais como irritação ou desconforto, irregularidade menstrual e infertilidade.

Hipotireoidismo

O hipotireoidismo é uma das doenças endócrinas mais comuns e é caracterizado pela baixa atividade da tireoide, que faz com que esta produza menos hormônios do que o que é necessário para o funcionamento ideal de todas as funções do corpo.

Sintomas

O hipotireoidismo pode provocar fadiga, aumento de peso, intolerância ao frio, ressecamento da pele, queda dos cabelos, aumento das taxas de colesterol e do fluxo menstrual, além de infertilidade e depressão. Estes sintomas, nem sempre estão todos presentes, o que torna necessário pesquisar disfunção tiroidiana diante de qualquer um deles.

Como tratar esses problemas?

Em ambos os casos o tratamento deve ser introduzido assim que o problema é diagnosticado e depende da avaliação das causas da doença em cada paciente.

No hipotireoidismo, deve começar de preferência na fase subclínica com a reposição do hormônio tireoxina que a tireoide deixou de fabricar.

Como dificilmente a doença regride, ele deve ser tomado por toda a vida, mas os resultados são muito bons. No hipertireoidismo, o tratamento pode incluir medicamentos, iodo radioativo e cirurgia e depende das características e causas da doença.

 

Leave a Comment

Your email address will not be published.

You may also like